Pranchas desaparecidas!

Caros participantes, caro público, caros anfitriões:

Como todos os que estiveram presentes na 3ª edição do CONDOMÍNIO puderam verificar, a atmosfera de partilha, troca e colaboração que se viveu neste fim de semana foi admirável. No entanto, aconteceu um facto lamentável e incompreensível.

No final da noite de sábado 13 de Dezembro, em casa do Martino (rua cruzes da sé), desapareceram 3 pranchas (desenhos) da exposição de BD “A Sombra de Deus” do Tiago Batista. Estas pranchas fazem parte de um trabalho em construção do qual Tiago não tem cópias, apenas fotografias tiradas na exposição desse dia.

A exposição estava situada no último patamar de escadas do prédio, e os desenhos desaparecidos são os que podem identificar nesta fotografia (dentro da moldura vermelha).

É objectivo principal do Condomínio a partilha dos projectos com o público, mas principalmente o respeito pelo trabalho do outro.
Ainda não conseguimos acreditar que tal coisa tenha sucedido e que alguém que tenha experienciado o espírito do festival tenha sido responsável por este desaparecimento. De qualquer forma, esforçamo-nos por acreditar que se houve alguém que levou as pranchas, essa pessoa terá certamente o bom senso de reconsiderar tal atitude.

Pedimos que estas pranchas nos sejam devolvidas ou que nos comuniquem caso tenham alguma pista sobre o que aconteceu.
Se a pessoa que as levou o fez por ter gostado das imagens, pedimos que compreenda que é necessário devolvê-las para que o Tiago possa concluir a história e continuar a criar imagens assim.

O Condomínio e o Tiago Batista ficar-vos-ão profundamente gratos por qualquer ajuda neste sentido.

Obrigada. Partilhem por favor junto dos vossos contactos.

O Condomínio – Angela, Inês, Leonor e Rita
condominio.festival@gmail.com
963998468/917413449

PS: Se quiserem entregar as pranchas anonimamente, podem deixá-las no café Cruzes Credo em nome do Condomínio (ao lado da casa do Martino).

Obrigada a todos!

Um grande obrigada a todos os que contribuíram para fazer da 3ª Edição do CONDOMÍNIO um sucesso, que só foi possível graças à energia, à alegria, à entrega e à colaboração dos participantes, anfitriões, voluntários, visitantes e todos os que acreditam no projecto!

© Andreea Druga

Jantar vegetariano 100 % biológico, com a Miosótis

SÁB 13 DEZ | 20H | Casa do Martino: Cruzes da Sé nº15 5ºDto, Lisboa

DOM 14 DEZ | 20H30 | Casa da Sophie: Beco da Caridade nº5, Lisboa

A MIOSÓTIS apoio o Festival Condomínio participando com alimentos de produção nacional e da época. Para além do jantar vegetariano, haverá salgados e doces durante todo o dia. Toda a comida e bebida do festival é 100% biológica fornecida pela MIOSÓTIS.

Em Dezembro vamos comer …

LEGUMES

Raizes: estamos em pleno na sua época, o outono/inverno

– cenoura, beterraba, batata doce, rábanos e rabanetes, nabos, pastinagas, aipo-nabo

Folhas: são as couves que estão em destaque este mês

– couves portuguesa (tipica para o Natal), galega, lombarda, coração, brócolos, rôxa… e ainda o alho francês e os grelos de nabo.

Fruto: não é época de legumes fruto, mas há um que se considera desta época, as abóboras. Trata-se dum legume-fruto que é colhido em pleno Verão mas que se guarda para ser consumido no Inverno, é como que uma “conserva” do sol do Verão que podemos comer em Dezembro.

Neste mês também é uma boa altura para comer cogumelos.

Algumas características em destaque

Sabia que…

– a batata-doce protege a pele, é preventiva de artrite reumatóide e favorece a visão nocturna?

– as couves são reconstituintes, remineralizantes, purificadores do sangue, desinfectantes dos intestinos?

– as abóboras são sedativas, peitorais, estimulam o sistema cardio-vascular?

FRUTAS

Em Dezembro são as seguintes 7 frutas da época que destacamos:

romãs, diospiros, kiwis, clementinas, castanhas, maçãs, peras

MIOSÓTIS – Loja de Produtos Biológicos
Nasceu em 2007 e está na R. Marquês Sá da Bandeira,nº16, em Lisboa.
Aqui pode encontrar as frutas e os legumes, os iogurtes, a carne, as bebidas, o arroz e as massas, o pão e as bolachas, … tudo proveniente de agricultura biológica. Ou seja, produzido de forma natural, sem químicos de síntese (adubos, pesticidas, hormonas, aditivos) e sem OGMs (organismos geneticamente modificados). Mas além de biológico, encontra também sempre muita frescura, muita diversidade, muita informação.

Para o seu abastecimento a MIOSÓTIS assume diversos compromissos, como por exemplo:

– dar prioridade a produções nacionais, estabelecendo parcerias que assegurem a sua viabilidade;

– dar prioridade a pequenos produtores, procurando que as produções artesanais tenham sempre espaço

– dar prioridade, por ordem decrescente, a produções locais, regionais e, finalmente, nacionais.

Na MIOSÓTIS há sempre produtos novos a descobrir; mas há também uma cafetaria que é um ponto de encontro para conviver à volta dos alimentos BIO.